Fotografo: Marreta Urgente
...
Deputado Estadual Wilson Santos

A saída do economista Valdecir Feltrin da secretaria de receita da gestão de José Carlos do Pátio (SD), prefeito de Rondonópolis, tem causado polêmicas mesmo após um mês da exoneração.

Tudo por conta de algumas publicações em grupos de WhatsApp, onde do ex-secretário de receita não concordou com o valor cobrado por uma empresa de Cuiabá, algo em torno de r$ 4,7 milhões, quando o serviço poderia ser realizado por aproximadamente r$ 450 mil.

Uma reportagem do jornal a tribuna de 19/02/2019 faz a seguinte referência:

“Ele teria sido retirado da secretaria de receita, entre outros fatores, por conta de sua posição contrária à contratação de uma empresa cuiabana indicada pelo deputado estadual Wilson santos (PSDB) para fazer um recadastramento imobiliário na cidade, mas que não cumpriria com as exigências técnicas e legais para a essa contratação e que, inclusive, já teria sido barrada pela procuradoria do município. A contratação da empresa teria a ver com pagamento de favores políticos devidos pelo prefeito ao deputado e seu partido”.

A polêmica chegou a câmara de vereadores de Rondonópolis, e os parlamentares resolveram convidar o ex-secretário municipal de receita Valdecir Feltrin para participar da reunião ordem do dia na terça-feira dia 19/03 às 13h30.

O requerimento foi proposto pelo vereador João Moto Táxi (PSL), e outros vereadores como Rodrigo da Zaeli (PSDB), também se manifestaram na tribuna sobre a situação, que por conta de a uma mensagem de Feltrin, está sendo chamada de “diabo cuiabano”.

Resta aguardar se o ex-secretário, atenderá o convite da casa de leis em Rondonópolis e oficialmente vai ligar o deputado Wilson Santos a pessoa da publicação.

Aguardamos os próximos capítulos da série “diabo cuiabano”.