Fotografo: Facebook
...
Sem Legenda

Faltando pouco mais de um ano para as eleições majoritárias nos municípios, em Rosário Oeste a campanha já começou nos bastidores com algumas pessoas que já se lançaram como pré-candidatas a prefeita em 2020 sendo atacadas com as famosas “fake news” em página do Facebook, entre as quais estão os vereadores Marco Araújo (PSDB) e Selma Anzil (PR) que mesmo atuando em campos opostos dentro do campo político, ambos tem prestigio popular e isso muitas vez causa ciúmes de egos em quem almeja o Poder a todo custo.

Em uma página do Facebok , uma pessoa não identificada, postou comenteários ofensivos e de cunho pessoal denigrindo a imagem não apenas dos dois vereadores citados acima, como também de outras pessoas que tiveram seus nomes ventilados nos bastidores como possíveis virtuais candidatos a prefeito em 2020.

 Também foram alvos desse ataque de “fake news” os ex-prefeitos  Zeno Gonçalves ,Joemil Araújo e Beatriz Helena Monaco , o ex-presidente da Câmara de Vereadores , vereador Benvindo Pereira, o atual presidente do Poder Legislativo, César da Farmácia, o assessor i jurídico da Prefeitura de Rosário Oeste, Dr. Djair , o empresário e ex- candidato a prefeito  Luiz Fernando, a vice- prefeita Tânia Conrado, o médico Dr Rinaldo Balzon e o atual diretor do Hospital Amparo Assunção Igino.

Na publicação “fake” os ataques e acusações vão desde citações de corrupção e desvio de dinheiro público e até supostos casos de traições. O que chama atenção que ao final do texto ofensivo, o empresário Alex Berto, que também já foi candidato várias vezes candidato a prefeito , é poupado e ainda elogiado de forma enaltecida pelo autor da publicação.

Confira na da imagem  do início da matéria  todo o conteúdo da publicação ”fake news”  e todos os citados pela mesma  registraram um Boletim de Ocorrência  Nº 2019.4116 em conjunto para que a Polícia Judiciária Civil possa investigar e descobrir o autor ou os autores desta página denominada no Facebook apenas como Rosário Oeste.

O outro  Lado

O Rosário Notícias tentou entrar em contato com todos os citados , mas até o momento do fechamento deste conteúdo, não havíamos recebido retorno por parte de nenhum deles para comentarem o assunto. O espaço continua aberto.