Fotografo: Arte: Rosário Notícias
...
Sem Legenda

Após repercussão negativa de uma matéria exibida na revista eletrônica “Fantástico” , da Rede Globo, a qual mostrou a situação mais que precária e insalubre que os alunos da Escola José Pedro Gonçalves estavam estudando dentro de containeres e com refeitórios e banheiros totalmente impossível de uso por humanos, no último dia 06 ,a Justiça acatou um pedido do Ministério Público e determinou que o Município revitalizasse o prédio e o espaço em 10 dias, alertando que o descumprimento dessa medida pelo Poder Executivo Municipal seria passível de cassação do mandato do prefeito como também a aplicação de multa.

Neste sábado (16), completou o s 10 dias e até o momento a escola apenas foi “maquiada” com uma pintura externa e as salas dividas com pedaços de ferros e “maderites”. Os banheiros continuam insalubres, o espaço do refeitório , segundo moradores dispensam comentários, pois a situação do mesmo fala por si e entre outras medidas e ações que não foram e não estão sendo cumpridas pelo prefeito João Balbino (PR).

A promotora Luane Rodrigues Bomfim que fez a denúncia e determinou as medidas a serem tomadas pelo Município , deixou bem claro que tal ação só foi tomada por ela, pelo fato de uma decisão anterior a essa ter sido proferida nos autos de uma ação de execução provisória de sentença, em janeiro do ano de 2018,  sendo que: “o Ministério Público obteve decisão que obrigava o município de Rosário Oeste a promover os consertos e reparos na Escola José Pedro Gonçalves. Ocorre que a administração municipal recorreu da decisão e acabou não cumprindo a determinação judicial”.

Também nessa sua nova decisão, a promotora salientou que caso  houvesse o descumprimento da mesma, o prefeito João Balbino teria seu mandato cassado e ele ainda pagaria uma multa de R$ 1 mil por dia.

A cidade de Rosário Oeste pode começar a próxima semana sem prefeito, até que a vice- prefeita Tânia Conrado (PR) por ordem da Justiça seja empossada pela Câmara de Vereadores prefeita de direito e fato , após notificação judicial. E o mesmo deve acontecer com o prefeito João Balbino que deverá ser comunicado que ele teve seu mandato cassado.

Ainda de acordo com a promotora Luane Rodrigues  essa é a segunda vez que o prefeito João Balbino não cumpre uma decisão judicial, sendo a primeira notificação no ano passado (2018) e o gestor recorreu para ganhar tempo e não cumprir a determinação do Ministério Público.

O Rosário Notícias tentou ouvir o ainda prefeito João Balbino, a futura prefeita e o presidente da Câmara, vereador César da Farmácia e até o momento da publicação desta matéria, nenhuma das partes procuradas manifestou retorno  de nossos contatos para comentarem sobre esse assunto.

                                                                           

 O espaço está  aberto.

E-mail: redacaoncc@gmail.com